Bushcraft PT
http://bushcraft-pt.org/forum/

Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo
http://bushcraft-pt.org/forum/viewtopic.php?f=3&t=7011
Página 4 de 5

Autor:  Jan [ quinta nov 10, 2016 1:23 am ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Toonman
Na tua opinião (e na minha) o bushcraft não é uma atividade. É um conceito aglutinador de técnicas (conhecimentos, competências ou memória muscular, …), com aplicabilidade numa série de atividades / situações, que acontecem em ambiente "bush".
O "craft" descontextualizado do "Bush", não faz sentido, por isso é que incluo no conceito, apenas as aptidões que utilizam os recursos naturais, explicitando, disponíveis naquele local.

Acontece é que eu pratico "algo", cujo objetivo não é ser um "paranóico", nem ser um "sobrevivêncialista", nem propriamente ser um "primitivista".
Assim sendo, ando à procura da designação apropriada para o meu objetivo / atividade, (vivência integrada na natureza, sustentada na utilização dos seus recursos), que se inclua na dita sequência de dependência de equipamento, +/- no lugar do bushcraft. Aceito sugestões.

Quanto ao resto já discutimos isso… o maior bushcrafter do mundo ao acender uma fogueira com um isqueiro e uma acendalha química, nessa ação específica, não está a fazer bushcraft.

Autor:  Farrobeira [ quinta nov 10, 2016 1:01 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

toonman Escreveu:
o que acontece é que quando o conhecimento aumenta, deixas de precisar de processos modernos para muitas coisas, porque és capaz de o fazer por meios naturais, e isso além de te aumentar o leque de opções, também é um prazer intrínseco.


Exacto. Na minha evolução pessoal o que me dá prazer é fazer com os meios naturais que tenho disponíveis no local. A prática e a experiência em condições minimalistas é que me dá mais gozo e me permite aprender mais.
Se tenho as possibilidade de usar os recursos naturais, se tenho conhecimento, e a técnica porque hei de eu usar equipamento mod€rno, industrial, com tecnologia falível e pouco ecológico?


Citar:
mas por vezes a necessidade supera o ego, e se estou molhado de inverno e a hipotermia é um perigo, posso fazer os melhores feathersticks do mundo, que se for mais rápido acender o fogo com gasolina e um isqueiro, não vou hesitar. e se tiver que gastar dinheiro para garantir a salvaguarda da minha integridade física recorrendo à tecnologia mais recente, não o considero consumismo..


Sabes perfeitamente que em 99% não é uma questão de necessidade, as situações são simuladas ou controladas, é sobretudo uma questão de preguiça, de comodidade urbana e de seguir o caminho que no momento é mais fácil.

Se um acidente acontecer usa-se o que houver à mão.
Mas eu não estou nisto a pensar em acidentes e cataclismos, estou à procura de uma "vivência integrada na natureza, sustentada na utilização dos seus recursos".

Imagem

Quanto ao diagrama, passo a explicar a minha ideia.
Como já foi por aqui dito o ser humano gosta de meter tudo em caixotes. Obviamente ninguém é estanque, mas pode-se integrar mais num caixote do que noutro. Eu pessoalmente incluo-me no do bushcraft, com algumas tendências minimalistas/primitivistas. Como costumo dizer é uma questão de masoquismo.

primitivismo: a vivência é baseada na natureza logo o conhecimento sobre ela tem de ser elevado, a utilização dos seus recursos é directa. O primitivista constrói os seus próprios utensílios utilizando recursos naturais.
ex. de técnica : silex e pirite

bushcraft: a vivência é baseada na natureza mas são utilizadas algumas ferramentas simples mais evoluídas. Neste pacote incluem-se os reencenadores de modos de vida medievais, tribais, tradicionais ou pioneiros. Com o avançar do conhecimento e da experiência os bushcrafters tendem a adquirir técnicas que lhes permitem viver de modo primitivo utilizando directamente os recursos naturais nas suas incursões voluntárias no mato.
ex. de técnica : sílex e aço

sobrevivencialistas: neste caso as técnicas não se baseiam numa opção de escolha, mas sim numa reacção a uma situação adversa. A base natural pode estar ou não presente. A sustentação pelo equipamento é maior que nos outros grupos.
ex. de técnica : comunicação/telefonar 112

preparacionistas: também neste caso as técnicas não se baseiam numa opção de escolha, mas sim numa reacção a uma situação adversa. A sustentação pelo equipamento acumulado individualmente, onde se inclui frequentemente tecnologia avançada, é extrema.
ex. de técnica : abrigo subterrâneo.

Autor:  toonman [ quinta nov 10, 2016 1:21 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

continua a existir a questão do propósito.
um primitivista que se dedicou àquilo porque acha que o mundo vai acabar e não quer estar dependente de recursos modernos, calha no primitivismo ou no sobrevivêncialismo?

é como diz o kirtley, se acendes o fogo com fricção no churrasco lá de casa, é um party trick.
se acendes porque precisas de um fogo e não tens outros meios, é sobrevivência.
é bushcraft quando escolhes acender daquela maneira não precisando e tendo outros meios à disposição.

Autor:  Jan [ quinta nov 10, 2016 7:30 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

toonman Escreveu:
(...)podes ser um sobrevivêncialista e ter conhecimentos de bushcraft, sem que uma coisa anule a outra.
uma coisa é o que sabes e o que sabes fazer (buschraft), outra é o motivo porque a fazes (medo, desafio pessoal, reconectar com a natureza, etc.)

toonman Escreveu:
continua a existir a questão do propósito.
(...)
é bushcraft quando escolhes acender daquela maneira não precisando e tendo outros meios à disposição.

É um facto que as mestrias avocadas ao conceito bushcraft são transversais a diversos propósitos, (preppers, sobrevivencialistas, ????, primitivistas, etc.).

A questão que subsiste é se, o termo Bushcraft define um propósito (da intenção com que se faz), ou apenas o meio (do modo como se faz), independentemente do propósito.

Como no exemplo para o indivíduo que acende o fogo com fricção, pode ser por divertimento no churrasco lá de casa, por treino porque é paranóico, para fazer uma demonstração numa feira porque é primitivista, ou por necessidade efetiva numa situação de sobrevivência, (…), intitular-se-á de bushcrafter?
Na minha opinião um bushcrafter, é-o pelo que sabe (conhecimento), pelo que sabe fazer (competência ou memória muscular), mas também é sobretudo, por onde o faz e porque o faz, ou seja, o contexto e a motivação, (o seu propósito).

Jan Escreveu:
(...) Acontece é que eu pratico "algo", cujo objetivo não é ser um "paranóico", nem ser um "sobrevivêncialista", nem propriamente ser um "primitivista".
Assim sendo, ando à procura da designação apropriada para o meu objetivo / atividade, (vivência integrada na natureza, sustentada na utilização dos seus recursos), que se inclua na dita sequência de dependência de equipamento, +/- no lugar do bushcraft. Aceito sugestões.

Autor:  toonman [ sexta nov 11, 2016 6:12 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

isso implica associar o bushcraft a uma actividade concreta, com um propósito.
se calhar não há necessidade de associar a uma actividade.
é apenas o conjunto de conhecimentos e capacidades. como os usas, depois é contigo.
isso evitaria as exclusões tipicas do género "isso não é bushcraft, é sobrevivência" e similares, que não acrescentam nada ao facto de a pessoa estar a adquirir e praticar conhecimento, e de isso ser uma coisa boa.
a única vantagem da definição de uma actividade é a exclusão de quem não encaixe nessa definição.

https://www.linkedin.com/pulse/what-bushcraft-geoffrey-guy

Autor:  Jan [ sexta nov 11, 2016 8:25 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Jan Escreveu:
A questão que subsiste é se, o termo Bushcraft define um propósito (da intenção com que se faz), ou apenas o meio (do modo como se faz), independentemente do propósito.
(...)
Na minha opinião um bushcrafter, é-o pelo que sabe (conhecimento), pelo que sabe fazer (competência ou memória muscular), mas também é sobretudo, por onde o faz e porque o faz, ou seja, o contexto e a motivação, (o seu propósito).

toonman Escreveu:
isso implica associar o bushcraft a uma actividade concreta, com um propósito.
se calhar não há necessidade de associar a uma actividade.
é apenas o conjunto de conhecimentos e capacidades. como os usas, depois é contigo.

`
Pois, não há necessidade...
Mas acontece que há atividades e atividades, (como caçar com uma arma de fogo ser bushcraft, só porque depois se usam uma série de coisas do animal).
Para mim, fora do ambiente "bush" o bushcraft não faz sentido, são apenas técnicas, (que até têm nomes próprios).

Jan Escreveu:
(...) Assim sendo, ando à procura da designação apropriada para o meu objetivo / atividade, (vivência integrada na natureza, sustentada na utilização dos seus recursos), (...).

Autor:  toonman [ sexta nov 11, 2016 8:33 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

e quem é que define o limite do bush?
para miúdos (ou iniciantes), o quintal ou um parque na cidade permitem perfeitamente o bushcraft.
a partir do momento que aprendem e isso lhes dá um contacto mais íntimo com a natureza, siga. depois logo evoluem.
é quase educação ambiental prática, por oposição à educação ambiental que é dada em moldes de "olha e não toques", e muito mais eficaz.

Autor:  Jan [ segunda nov 14, 2016 10:12 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Jan Escreveu:
(...) Para mim, fora do ambiente "bush" o bushcraft não faz sentido, são apenas técnicas, (que até têm nomes próprios).

toonman Escreveu:
e quem é que define o limite do bush?


O limite é o próprio “bush”
ou está presente, (sejam as estrelas que nos orientam, as madeiras para o fogo, as plantas comestíveis, …), ou não está.

O bushcrafter é aquele que analisa o que têm em redor (aquilo que a natureza lhe proporciona no local onde se encontra) e cria algo a partir disso, seja um abrigo, o almoço, a sua orientação, etc.

Podes levar a natureza para praticar as técnicas, para o jardim, para o quintal, para a garagem, ..., mas não é a mesma coisa.

O que distingue um bushcrafter (que para mim é diferente de um praticante de técnicas de bushcraft) é a sua vontade de interagir com a natureza no modo acima descrito. É aquele que vai para o mato com pouca coisa, com a intenção de maximizar a utilização dos recursos da natureza em detrimento do equipamento artificial / sustento externo.

Autor:  joao carmo [ quinta dez 08, 2016 5:41 am ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Olá pessoal do mato! Estive a ler este tópico e como a conversa já vai longa, não vou acrescentar muito mais... está tudo dito, de uma forma ou de outra, cada um tirou a sua conclusão!

Na minha opinião na questão do Bushcraft, não sou assim tão rigoroso em aplicar o conceito às minhas práticas mateiras, por isso, nos meus vídeos digo que estou a praticar campismo selvagem! (Posso referir eventualmente o termo bushcraft por cortesia, mas no fundo sei que não estou a fazer bushcraft!)

Certo é, que à medida que vamos aprendendo algumas técnicas, vamos deixar de levar mais coisas para o mato. Eu penso que estamos mal habituados, temos coisas a mais a atrapalhar as nossas vidas, fruto do progresso e do desenvolvimento... infelizmente vivemos numa sociedade de consumo!

Eu cada vez mais, estou a interessar-me por esta questão do Bushcraft, sempre em busca de conhecimento e práticas de outros tempos. Parece que estão no sangue esses métodos ancestrais, de viver em contacto com a natureza, por isso tenho este fascínio pelo mundo natural.
Em tempos antigos, não existiam as ferramentas que temos hoje, pois elas também evoluirão juntamente com o homem, por isso, é necessário algum treino para voltar-mos às nossas raízes. É aqui que entra o bushcraft, ir para o mato e tentar viver com aquilo que a natureza nos dá, isso implica recuar no tempo até ao início da nossa existência como seres terrestres, que procuravam abrigos e alimento para sobreviver. Não será exagerada esta minha visão? Mas parece-me sensata, na medida em que desta forma, torna-se mais fácil, compreender o verdadeiro significado do Bushcraft!

Autor:  tonijedi [ sexta dez 09, 2016 9:28 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Acho que percebemos e até concordamos (no geral) com as "fronteiras" do que é bushcraft, sobrevivência, etc.
Acho apenas que a limitação linear a uma variável (equipamento) é demasiado redutora e isso causa problemas na discussão. Mesmo com mais variáveis (os limites que criam as tais caixas no pensamento) fica difícil discutir o que se considera o quê.
Se invertermos a análise, partindo do acto em si (acender uma fogueira de determinada forma por exemplo) conseguimos mais facilmente ligá-lo à caixa (ou caixas) a que pertencem.
Também existe uma linha temporal que se pode usar para dizer "Atenção pessoal, agora vai começar o show bushcraftiano :lol: " Só um exemplo que todos compreenderão: mesmo um "perduro" não é totalmente bushcraftiano, pois começa a organização com recurso a este fórum, à internet e continua com transporte em viaturas modernas, com comunicação por telemóvel, etc. e só quando começa "a brincadeira" é que se pode dizer que o bushcraft vai começar, e começa com um final (mais ou menos) definido para o seu término.
Voltando a analisar o "gráfico linear" acho que onde está "sobrevivência" deveria estar campismo/caminhadas/montanhismo/trekking/... Na maioria das minhas "saídas para a natureza" acho que me encontro entre o bushcraft e o tal "campismo/caminhadas", umas vezes mais para um lado outras vezes mais para o outro, mas não posso dizer que "eu, tonijedi, sou 55% campista e 45% bushcrafter" porque além dessas variáveis mudarem constantemente a mania moderna de medir e quantificar tudo nem sempre é uma vantagem. Como dizia o filósofo contemporâneo Taleb: "Someone I know refrained from riding his bicycle because the odometer was broken. He felt that his cycling didn't count towards his "goal".
This is what happens with systems that becomes "modernized". It is as if we broke things just by ...measuring them. In other words, things work until we start measuring."

Autor:  Jan [ sábado dez 10, 2016 1:49 am ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

tonijedi Escreveu:
(...) Se invertermos a análise, partindo do acto em si (acender uma fogueira de determinada forma por exemplo) conseguimos mais facilmente ligá-lo à caixa (ou caixas) a que pertencem.
Também existe uma linha temporal que se pode usar para dizer "Atenção pessoal, agora vai começar o show bushcraftiano :lol: " (...)

Em sintonia, como disse mais acima, Bushcraft são ações concretas, (aquelas que usam um recurso natural do lugar onde nos encontramos).
Jan Escreveu:
jpgrilo Escreveu:
Nunca sai de casa para ir "fazer" bushcraft embora já tenha saído de casa várias vezes para ir acampar,caminhadas, caminhadas em autonomia, fazer picnics etc e nelas realizem algumas tarefas que se podem enquadrar dentro do espírito "bushcraftiano"

A pressão que aqui faço é exatamente condizente com esta última frase, pois não sou apologista que o rótulo de bushcraft seja atribuído de atacado a esta ou aquela atividade, (apesar da tradição ou pressão existente), mas apenas à forma como se faz determinada tarefa, o que acima foi tipificado de "mestria concreta".


tonijedi Escreveu:
(...) Voltando a analisar o "gráfico linear" acho que onde está "sobrevivência" deveria estar campismo/caminhadas/montanhismo/trekking/... Na maioria das minhas "saídas para a natureza" acho que me encontro entre o bushcraft e o tal "campismo/caminhadas", umas vezes mais para um lado outras vezes mais para o outro, mas não posso dizer que "eu, tonijedi, sou 55% campista e 45% bushcrafter" porque além dessas variáveis mudarem constantemente a mania moderna de medir e quantificar tudo nem sempre é uma vantagem.

Na minha opinião a sobrevivência (tal como o preparacionismo), não é uma atividade.
O campismo é um conceito abrangente, onde se inclui os acampamentos, as caminhadas, o montanhismo, o bushcraft...
A questão não é medir ou quantificar. É a de tipificar o que (ou não é) Bushcraft.
Jan Escreveu:
A questão que subsiste é se, o termo Bushcraft define um propósito (da intenção com que se faz), ou apenas o meio (do modo como se faz), independentemente do propósito.
(...)
Na minha opinião um bushcrafter, é-o pelo que sabe (conhecimento), pelo que sabe fazer (competência ou memória muscular), mas também é sobretudo, por onde o faz e porque o faz, ou seja, o contexto e a motivação, (o seu propósito).


Jan Escreveu:
(...) Assim sendo, ando à procura da designação apropriada para o meu objetivo / atividade, (vivência integrada na natureza, sustentada na utilização dos seus recursos), (...).

Não necessariamente a 100% :lol:

Autor:  toonman [ terça dez 13, 2016 8:09 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Citar:
Na minha opinião um bushcrafter, é-o pelo que sabe (conhecimento), pelo que sabe fazer (competência ou memória muscular), mas também é sobretudo, por onde o faz e porque o faz, ou seja, o contexto e a motivação, (o seu propósito).


Por isso é que o Mears define o bushcraft como conhecimento e memória muscular que te permitem um contacto mais íntimo com a natureza.
o tal contacto mais íntimo será o propósito.
sendo que o por onde o faz é um bocado indiferente, porque consegues contacto com a natureza e utilização de recursos até no ambiente mais urbano.

Autor:  Jan [ quarta dez 14, 2016 12:05 am ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

toonman Escreveu:
Citar:
Na minha opinião um bushcrafter, é-o pelo que sabe (conhecimento), pelo que sabe fazer (competência ou memória muscular), mas também é sobretudo, por onde o faz e porque o faz, ou seja, o contexto e a motivação, (o seu propósito).
Por isso é que o Mears define o bushcraft como conhecimento e memória muscular que te permitem um contacto mais íntimo com a natureza.
o tal contacto mais íntimo será o propósito.
sendo que o por onde o faz é um bocado indiferente, porque consegues contacto com a natureza e utilização de recursos até no ambiente mais urbano.

Faz toda a diferença…
Se o propósito do bushcraft é ter um contacto mais íntimo com a natureza, como consegues essa "intimidade", sem ir para o "bush" :?:
Utilizar as técnicas e recursos da natureza sem contexto “bush”, :!: até pode ser, mas…

Jan Escreveu:
O bushcrafter é aquele que analisa o que tem em redor (aquilo que a natureza lhe proporciona no local onde se encontra) e cria algo a partir disso, seja um abrigo, o almoço, a sua orientação, etc.

Podes levar a natureza para praticar as técnicas, para o jardim, para o quintal, para a garagem, ..., mas não é a mesma coisa.

Autor:  toonman [ quarta dez 14, 2016 4:17 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

acho redutora essa visão.
a natureza está por todo o lado.
mesmo em meio urbano, existe muita coisa para explorar, descobrir e nos maravilhar.
é precisamente o despertar que o bushcraft nos dá que nos permite apreciar isso.

sim, consegues ter essa intimidade sem ir para o mato.
a vantagem é que passar a apreciar o facto de que a natureza e o homem não são inconciliáveis, e que podem coexistir, sem termos que entrar num extremo de mato ou cidade, te permite agir no sentido de fazer com que esse equilíbrio seja alcançado.

Autor:  Jan [ quarta dez 14, 2016 5:01 pm ]
Assunto da Mensagem:  Re: Conceitos de Bushcraft, Sobrevivência e Primitivismo

Eu prefiro o bushcraft num ambiente assim:


Página 4 de 5 Os Horários são TMG [ DST ]
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
http://www.phpbb.com/